A Bíblia em 10 Atos


(Abrem as cortinas)



ATO 1

(Cenário escuro, barulhos de marteladas, furadeira, serrote, canos caído e outros apetrechos. Martelada errada).


DEUS: - Merda, meu dedo! (pausa) Já sei! Faça-se a luz!

(O cenário fica claro. Tudo uma bagunça só, nada funciona)

(Deus pensa um instante)

DEUS: - Faça-se a fita crepe!

(E começa a remendar)


ATO 2

(Deus e Adão no paraíso, cena bucólica, Deus mascando um talo de capim, Adão picando fumo de corda com um canivete, eita vida besta, sô.)

ADÂO: - Deus, o que é dor de cabeça?

DEUS: - Dá uma costela aí que eu te mostro.


ATO 3

(Adão amuado em um canto, silêncio pensativo, chateado mesmo.)

DEUS: - Que foi agora?

ADÃO: - Sei lá! Saudade da minha costela.

DEUS: - Mas não te fiz uma mulher, ô ingrato? E não viu que foi bom?

(Adão se ilumina com uma idéia repentina)

ADÃO: - Se eu te der um braço, faz uma com botão de volume?


ATO 4

(A serpente encontra Eva, toda serelepe e saltitante. Se aproxima com passo de malandro, levando a maçã.)

SERPENTE: - Ó, é o fruto proibido, mas se comer vai ser como os anjos, vai ter todo o conhecimento, do bem e do mal!

EVA: - Não, obrigada.

SERPENTE: - Prova aí, pô! Sei que o patrão avisou do risco, mas se comer vai ser imortal!

EVA: - Num quero.

(A serpente viu que não ia rolar, pensa um pouco e saca a frase infalível)

SERPENTE: - Come boba, emagrece!

(O resto é confusão.)


ATO 5

(Deus aparece em toda sua glória, voz retumbante de Cid Moreira, pirotecnia e tudo mais)

DEUS: - Jó, por meus motivos insondáveis, irei lhe provar: perderá tuas riquezas, teus filhos, tua mulher e carregarás as chagas da lepra em teu corpo!

(Jó aturdido com tudo aquilo)

DEUS: - E continuarás a ter fé em mim e crer nos meus planos?

(Jó baixa a cabeça, resignado e humilde, segura suas lágrimas)

JÓ: - Sim, meu senhor!

(Deus se vira pro Diabo)

DEUS: - Rá!! Tá me devendo 50 conto!!!


ATO 6

(Deus, que já tinha cansado de parecer um arbusto queimando, tava lá sentado ao lado de Moisés, os dois isolados no alto da montanha, fazendo a última revisão do texto)

MOISÉS: - Não matarás eu entendo, mas esse aqui de não cobiçar a mulher do próximo...

DEUS: - Fica!

MOISÉS: - Mas olha só, tem por aí festa da colheita, festa da uva, carnaval... é bonito na teoria, mas esse troço não vai funcionar...

DEUS: - Fica!

MOISÉS: - E esse negócio de não poder usar camisinha?

DEUS: - Tira! Eu tava bêbado quando falei isso...


ATO 7

(Deus olha pro mundo com desânimo: guerras, fome, injustiça, fofoquinhas, aquela sacanagem toda. Fica puto com essa esbórnia e patifaria)

(Voz trovejante de Deus)

DEUS: - Psiu! Noé?

(Noé olha assustado aquela nuvem lhe chamando)

DEUS: - É, tu mesmo! Seguinte: faz um backup aí que vou formatar essa porra!!!

(E sobem as águas)


ATO 8

(Jesus caminhando com seus apóstolos em uma cidade qualquer, procurando lugar e momento para transmitir seus ensinamentos. Pára pra escutar o discurso de um profeta de rua)

PROFETA: - E lhes conto uma grande verdade, sábia e indiscutível, sobre o caráter humano: me digas com quem andas e poderei lhe dizer quem és!

(Jesus e Judas se entreolham, de canto de olho. Os dois suspiram)

JESUS e JUDAS: - Merda!


ATO 9

(Nietzche, logo depois de morrer vai pro céu. Caminha perplexo, se perguntando “Mas será mesmo?”)

(Deus chega escondido, de mansinho, por trás de uma nuvem)

DEUS: - BUUUUUU!!!!

NIETZCHE: - AAAAHHHHHH!!!

DEUS: - Hahahahahahahahahahahahaha!

NIETZCHE: - Mas... como assim... pegadinha... o que tá acontecendo, porra?

DEUS: - Quem é que tá morto agora, hein ô do bigode?


ATO 10

(O fiel moderno, dividido entre fé e incredulidade, vendo no conforto do computador a bagunça que tá o mundo, segundo a internet – entre tragédias e piadinhas. Baixa a cabeça e resmunga uma prece.)

FIEL: - Meu deus, me dê uma luz, onde esse mundo vai parar?

(Surge a voz de Deus. Sem efeitos especiais dessa vez, que a TV já deixou isso chato.)

DEUS: - Procura aí no meu blog.

FIEL: - Blog?

DEUS: - É.

FIEL: - Qual?

DEUS: - O Google.

(Põe-se a digitar. A luz diminui)

(Fecham-se as cortinas)



___________________________________________________________________________
Créditos:
Texto e fotografia: Thiago Carvalho (todos os direitos reservados)
Publicado no blog O Inimigo do Bom é o Melhor

comment 4 comentários:

Thiago Carvalho disse...

Já aviso: é crítica, mas é brincadeira também. Se alguém me crucificar, volto pra puxar o pé.

Sissym on 20:24 disse...

Thiago, adorei o seu blog.
A apresentação clean do layout e dos artigos.
Já estou assinando o Feed.
Beijos

PRICILLA CAMARGO DINIZ - A Fada de Olhos Azuis on 17:52 disse...

oie thiago... gostei do seu jeito de escrever... bem leve... parabéns... depois passa lá no mue blog tbm... bjos

Fábio C. Martins on 13:07 disse...

Olá, Thiago.
Parabéns pela crônica. Seria muito mais interessante termos um Deus "sacana" do que o que vemos todos os dias, em bíblias, sermões, panfletos... Pareceria muito mais real.

Abraços

Postar um comentário

Delete this element to display blogger navbar

 
Hospedado no Blogger