Jamboladas


A Jambolada acabou, todo mundo sabe. Não interessam os motivos, isso é com quem organizava. E críticas à parte, sou agradecido por algumas coisas ali. A principal foi a oportunidade que tive de fotografar alguns nomes importantes da música brasileira. Fiz a cobertura fotográfica do festival de 2006 até 2010, Já houve momentos em que fui o único responsável por isso – e fotografar sozinho três dias seguidos de shows, sem perder um só músico no palco, chegando no começo da noite e saindo no começo da manhã e ainda ir pra casa fazer o tratamento das imagens pra entregar logo em seguida pra assessoria de imprensa, não é pouca bosta não!

Mas duas edições foram bem legais, onde pude dividir a responsa com outros comparsas. Em 2008, eu e o Marco Nagoa fomos os responsáveis pela patifaria. E em 2009 foi mamão com açúcar: o trampo foi feito por todos os integrantes do CAPA FOTOCOLETIVO, grupo de fotógrafos do qual faço parte – como fundador também. A canalha: eu, o tal do Marco Nagoa, Vinícius Carvalho, Gilson Goulart, Luana Magrela, Douglas Luzz, Daniela Arantes e Jane Côbo. Oito viventes com suas lentes fazendo estrago naquela festa.

Na última edição, em 2010, não fiz a cobertura oficial, até porque a ciranda ia acabar mesmo, não fazia sentido pros organizadores ter registros intitucionais – porque gente com câmera, hoje em dia, tem aos montes nesses shows, se balançar uma árvore cai uns quatro ou cinco e, mesmo sem ter compromisso, muitas vezes entregam o material pra organização. Mas acho que foi o Hick Duarte, outro por quem queimo a mão, que ficou com o encargo no fim das contas, e o resultado, pelo que vi numa das seleções das fotos, ficou simplesmente do caralho!

Sem mais rasgação de seda, aqui vão algumas das muitas fotografias que tive o privilégio de fazer nessa história toda - que se resume a mais de uma centena de shows em cinco edições do festival. Dizem por aí que relembrar é viver, nénão?

 Duo Fel

 Tom Zé

 Enzo Banzo, do Porcas Borboletas

 Nação Zumbi

 Lirinha, do Cordel do Fogo Encantado

 João Gordo

 Markú Ribas

 Fernanda Takai

 Não lembro quem era...

 Arrigo Barnabé

 Otto

 Macaco Bong

 Paulo Barnabé

 Móveis Coloniais de Acajú

 Tom Zé

 Nação Zumbi

 Vander Wilder

 Móveis Coloniais de Acajú

 Quarto das Cinzas

 Nina Becker

 Vanguart

 Malu Magalhães

 Guitarrista da Malu, sei lá o nome

 Autoramas

 Daniel Beleza e os Corações em Fúria

 Matanza

 Aline Calixto

 Danislau Também, do Porcas Borboletas


___________________________________________________________________________
Créditos:
Texto e fotografias: Thiago Carvalho (todos os direitos reservados)

comment 6 comentários:

Anônimo disse...

woooooow! JAMBOLADA,é mt mt mt booom \oo/

Natália Teixeira on 11:11 disse...

Essa jambolada foi mágica!!! suas fotos só reavivaram minha lembrança! obrigada..

danislau on 13:27 disse...

q ensaio doido

registro histórico importante hein

dá uma ideia do q tenha sido esse festival maravilhoso

parabens pelas imagens, lindíssimas !

Thiago Carvalho disse...

Elogio do Danislau é cois boa: se não for pela sinceridade, é pela amizade. Me sinto feliz e de saco puxado em qualquer dos casos.

Folha Secas, Marrons Meia Rosas e Amarelas on 14:44 disse...

É duca o seu trabalho! Faltou um release, pois nós o povo n sabíamos da existência da supra referida: Jambolada! Contudo, lindas fotos e belo texto!Parabéns!

nemhomonimonemperfeito on 11:28 disse...

Excelente!

Postar um comentário

Delete this element to display blogger navbar

 
Hospedado no Blogger